Categorias
DICAS

Como responder as 10 perguntas mais dificeis em entrevistas de emprego

Gosto de comparar uma entrevista de emprego a um processo de compra e venda, onde o profissional é, ao mesmo tempo, o vendedor e prestador do serviço que a empresa precisa.

A venda irá acontecer se, e somente se, a empresa entender que o profissional realmente possui a experiência e o perfil desejados.

O profissional deve entender muito bem qual é a necessidade da empresa ao fazer a contratação e quais são os seus diferenciais para a vaga em questão, para poder “se vender” assertivamente, gerando o nível necessário de credibilidade.

Por isso eu digo que pelo menos 50% do sucesso em uma entrevista de emprego está em uma boa preparação.

Além das perguntas óbvias sobre a carreira, incluindo passagens profissionais, realizações e motivos de saída de cada empresa, há outras perguntas que ajudam o entrevistador a entender um pouco melhor o perfil do candidato, e que podem ser difíceis de responder.

Para ajudar na preparação, segue uma lista com algumas das perguntas mais difíceis e como se preparar para respondê-las:

1. Fale-me sobre você.

Além de servir para quebrar o gelo, essa pergunta dá aos entrevistadores a possibilidade de avaliar a apresentação do candidato, ou seja, seu marketing pessoal.

A dica aqui é mostrar como o seu perfil e experiências podem estar alinhados à empresa e à oportunidade que você está pleiteando.

2. Por que você quer trabalhar nessa empresa?

Esta pergunta tem o objetivo de identificar se você se preparou para a entrevista. Para responder bem a esta pergunta, você deve ter feito uma boa pesquisa sobre a empresa, produtos e serviços, cultura, valores, concorrentes, mercado, potenciais clientes, etc., e porque as informações que você levantou despertam seu interesse.

3. Quais são os seus pontos fortes?

Para responder a esta pergunta, apresente os seus pontos fortes mais relacionados à posição pleiteada, exemplificando com passagens anteriores onde você usou essas competências em benefício próprio ou das empresas pelas quais passou.

4. Quais são suas principais fraquezas?

Um dos principais objetivos desta pergunta é identificar o seu nível de autoconhecimento e compromisso com o seu desenvolvimento pessoal e profissional.

Entender bem os seus pontos fracos e o impacto deles no seu dia a dia, bem como as ações necessárias para mitigar estes impactos é fundamental para o seu desenvolvimento.

Com esta pergunta, os entrevistadores querem justamente saber se você conhece bem os seus pontos fracos e se está fazendo algo a respeito.

5. Poderia me dar um exemplo de uma situação desafiadora onde você teve sucesso?

Esta pergunta serve para avaliar três fatores críticos:

1.  Sua capacidade para reconhecer um problema ou desafio;

2.  Sua capacidade de desenvolver uma solução ou plano de ação;

3.  Sua capacidade de execução e o resultado alcançado.

Essa é uma excelente oportunidade para você demonstrar iniciativa e habilidade de resolução de problemas no ambiente corporativo.

6. Poderia me dar um exemplo de uma situação onde você fracassou?

Esta pergunta serve para avaliar três fatores críticos:

1.  Sua capacidade de assumir a responsabilidade pelos seus atos;

2.  Como você lida com os erros;

3.  Sua capacidade de aprender com os erros.

“Errar é humano”, mas é preciso aprender com os erros para alcançar o sucesso. Ao falar sobre a sua experiência, explique qual era o desafio, como você agiu, como você identificou o erro e o que fez para remediar ou para não cometer novamente o mesmo erro.

7. Quais são os critérios mais importantes para você ao avaliar sua próxima oportunidade profissional?

A dica aqui é mostrar que você possui outros motivadores além do pacote de remuneração e benefícios. O ideal é focar nos aspectos de crescimento pessoal e profissional, desafios que você almeja enfrentar, mais autonomia, reconhecimento, etc.

8. Por que você está considerando deixar seu emprego atual (ou se você não está trabalhando, porque deixou o último emprego)?

Antes de tudo, NUNCA fale mal do seu chefe ou empresa anteriores.

Foque nas possibilidades que um novo desafio pode lhe proporcionar ao invés de focar nos problemas atuais (ou passados).

Se você foi demitido da última empresa, tenha sensibilidade para escolher bem as informações que você irá compartilhar. Você pode até direcionar a atenção para aspectos menos relevantes, mas não minta, pois você poderá ser descoberto em uma tomada de referências.

9. Qual é a sua pretensão salarial?

Para saber se posicionar bem neste momento, é essencial estar familiarizado com as práticas de mercado. A página de pesquisas salariais do Glassdoor pode te ajudar a entender melhor qual deve ser o seu posicionamento neste momento.

10. Você tem alguma dúvida?

As melhores perguntas a serem feitas neste momento são aquelas que demonstram que seu foco não é apenas em você mesmo, tais como:

_ Porque esta posição está em aberto? Esta pergunta te permite entender melhor o contexto e ainda te dá a oportunidade de reforçar, se for o caso, como você poderia ser útil para a empresa por já ter experiência com tais situações/problemas.

_ O que é esperado, no curto e médio prazo, do profissional que assumir esta vaga? Esta pergunta te dá um norte do desafio que terá pela frente e, mais uma vez, uma oportunidade de reforçar suas qualidades para a vaga.

_ O que faz as pessoas serem bem sucedidas nesta empresa? Esta pergunta te ajuda a entender se você poderá ser bem sucedido, mas também mostra que você pensa no longo prazo.

_ O que mais motiva os profissionais que aqui trabalham? Esta pergunta pode te ajudar a entender o que mais a empresa tem a oferecer sem ser uma pergunta tão direta.

Sugiro que leia também o seguinte artigo, que o ajudará a encontrar algumas respostas:

Para saber mais, entre em contato comigo por e-mail ou nas redes sociais.

Um abraço e sucesso!

Hugo Liguori – hugo.liguori@sunhc.com.br

www.sunhc.com.br

#outplacement #replacement #jobhunting #jobhunter #recolocação #emprego #trabalho #coaching #mentoring #pesquisasalarial #entrevista #hunting #seleção #recrutamento #headhunter #coach

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.